O Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco, instituído em 1991 por meio de parceria entre a Associação Portuguesa de Escritores (APE) e a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, destina-se a premiar anualmente uma obra em português, de autor português ou de país africano de expressão portuguesa.

2015

Gente melancolicamente louca
Teresa Veiga

2014

Vinte degraus e outros contos
Hélia Correia

2013/2012

A liberdade do pátio
Mário de Carvalho

2011

Caixa baixa
Eduardo Palaio

2010

O porco de Erimanto
Pires Cabral

2009

Enciclopédia da estória universal
Afonso Cruz

2008

Uma aventura secreta do marquês de Bradomín
Teresa Veiga

2007

Os da minha rua
Ondjaki

2006

Água, cão, cavalo, cabeça
Gonçalo M. Tavares

2005

Gastar palavras
Paulo Kellerman

2004

O silêncio de um homem só
Manuel Jorge Marmelo

2003

A estação dourada
Urbano Tavares Rodrigues

2002

Histórias de ver e andar
Teolinda Gersão

2001

A expressão dos afectos
António Mega Ferreira

2000

Cenas de vida de um minotauro
José Viale Moutinho

1999

Fronteiras perdidas
José Eduardo Agualusa

1998

A mão esquerda de Cervantes
José Jorge Letria

1997

Contos outra vez
Luísa Costa Gomes

1996

Contos à moda do Porto
Miguel Miranda

1995

Seta despedida
Maria Judite de Carvalho

1994

Dores
Maria Velho da Costa

1993

Os sensos incomuns
Maria Isabel Barreno

1992

História da bela fria
Teresa Veiga

1991

Quatrocentos mil sestércios seguido de o conde Jano
Mário de Carvalho