Categorias
Narrativas

Nuvens

Entardece. Jogado na espreguiçadeira da varanda, ele navega o celular. Magro, camiseta branca sobrando, jeans roto. Pés descalços, se remexendo. Olhos grudados na tela, o rosto fresco, intocado pelo tempo. Franze o cenho.

Coça a barriga. Larga o celular. Senta, cruza as pernas, empina a coluna. Espreguiça os braços de homem pro alto, solta um colossal bocejo de menino. Deita-se de lado na espreguiçadeira, recolhe as pernas. Pega o celular, afasta os cabelos dos olhos com um safanão. Funga. Navega. Cobre a boca com a mão, balança a cabeça, ri.

O céu claro, nenhuma nuvem.

Virão.